Memórias de um degradado: segredos revelados de muito novo

/
1 Comments
Por Cleber Fabiano da Silva

         Nas possibilidades criadas pela literatura, Afonso Ribeiro: um degredado português em nossa colônia, corrige um erro histórico. Trata-se das informações contidas no livro Mundus Novus que precisam ser contadas – tal e qual – nosso personagem relatou pessoalmente a Américo Vespúcio. Afinal “editores e tradutores, para agradar ao público e vender cada vez mais livros, foram-lhe acrescentando novos fatos e tantas maravilhas” (p. 06).
         No inteligentíssimo e envolvente romance histórico Degredado em Santa Cruz, de Sonia Sant’Anna, editora FTD, os primeiros dois anos após o descobrimento do Brasil são narrados de modo ficcional, mas, carregados de detalhes nem sempre contextualizados e relativizados pela nossa História. Afinal de contas, só mesmo alguém que estava a bordo da frota de Cabral (indo para o degredo nas Índias) poderia ser o autor de tão rico relato.
         A obra descreve a saída pelo Tejo, a chegada em Santa Cruz, o assombro entre indígenas e a tripulação, o modo de viver dos nativos, a guerra envolvendo os Tupiniki e, principalmente, uma panorâmica abordagem cultural e social de nossos habitantes primeiros. “Ao contrário do que eu imaginava, aquela gente não habitava sobre árvores ou em grutas. A taba se compunha de umas sete ou oito cabanas, tão compridas como nossas naus, com paredes e tetos de palha, em volta de um terreiro cercado por uma paliçada” (p. 36).
         Para além da narrativa ficcional e dos complementos e informações históricas, o requinte do projeto gráfico de Sylvain Barré e das ilustrações de Laurent Cardon dialogam, ampliam e preparam visualmente a sensibilidade do leitor.
         Na apresentação da autora, Sonia afirma que “sem ser historiadora, a História é uma de minhas paixões”. Para felicidade do brasileiro de todas as idades que pode embarcar nessa viagem à gênese de quem somos e deliciar-se com pitorescos momentos das memórias de nosso imaginário degredado, aliás, “um dos primeiros europeus a habitar essa terra que muitos começam a dar o nome de Brasil” (p. 104).

FICHA TÉCNICA:

Obra: Degredado em Santa Cruz
Autor: Sonia Sant’Anna
Ilustrador: Laurent Cardon
Editora: FTD
Ano: 2009


Posts relacionados

Um comentário:

Sonia disse...

Só hoje, por acaso, buscando algo no Google, dei com sua resenha do meu livro Degredado em Santa Cruz. Agradeço suas boas palavras a respeito do livro. E inteligentes são as suas considerações. Atenciosamente, Sonia Sant'Anna

Tecnologia do Blogger.